Maia com maior hub de carregamento elétrico do país

A Câmara Municipal da Maia e a EDP Comercial criaram o maior hub de carregamento público num município ligado à rede MOBI.E. A iniciativa, inaugurada em março de 2021, é mais um passo relevante para acelerar a mobilidade elétrica em Portugal.
O hub está instalado junto ao Fórum da Maia, numa zona central da cidade, perto dos principais serviços e vai dar um contributo decisivo nas opções de carregamento disponíveis para os clientes de mobilidade elétrica no município e, também, para a promoção de uma cidade mais limpa e sustentável.
O projeto insere-se na Ação Veículo Elétrico e Modos Suaves que integra o BaZe | Maia Living Lab – Net Zero Carbon City, promovido pela Câmara Municipal da Maia e co-financiado pelo Fundo Ambiental.
O e-Hub, localizado no coração da cidade, pretende demonstrar a visão do município do posto de combustível do futuro. Disponibiliza 10 lugares de estacionamento dedicados à promoção da mobilidade elétrica. No espaço estão instalados nove pontos de carregamento, um deles de carregamento rápido, que permite carregar o equivalente a 100 km de autonomia em apenas cerca de meia hora.
A Maia traçou como objetivo de ser a primeira cidade do país a atingir a neutralidade carbónica. Por isso, “ao abrir o e-Hub, o maior do país, estamos a apostar na reconversão energética”, sublinha o presidente da Câmara Municipal da Maia. Para António Silva Tiago, “a parceria com a EDP Comercial demonstra que é no juntar de vontades que construímos o futuro”.
Com o BaZe, a Maia está a fomentar a descarbonização do seu território através da implementação de soluções tecnológicas que aumentem a eficiência e reduzam o consumo de energia, como é o caso do e-HUB, melhorando a qualidade de vida dos cidadãos e a mudança de hábitos com vista a um estilo de vida sustentável.
O BaZe – Balanço Zero de Carbono é um programa de ações e projetos integrados no conceito de laboratório vivo implementadas em contexto real. O Living Lab Maia.
É um projeto que permite a aplicação, demonstração, apreciação e apropriação de soluções integradas e transversais que promovem a descarbonização enquanto fator determinante na construção da sustentabilidade.
A eficiência energética, a mobilidade sustentável, a economia circular, a monitorização e a comunicação são os eixos fundamentais que nos levarão até à cidade do futuro que terá Balanço Zero de emissões de carbono.