Apresentação pública dos candidatos a Vila Nova da Telha

“Um presidente que cumpre”

Foi com a mesma humildade com que se apresentou a eleições, há oito anos, que no dia 27 de agosto, Joaquim Azevedo apresentou a sua recandidatura à Freguesia de Vila Nova da Telha. “Há oito anos apresentei-me perante vós, deram-me a confiança e o privilégio de presidir à junta de freguesia, hoje, é com a mesma humildade que o faço.

Na altura, foi candidato independente. Este ano, aceitou fazer parte da coligação “Maia em Primeiro” e, garante, sente “uma energia redobrada para dar o melhor por Vila Nova da Telha”. E isso será possível, sublinha, com o apoio da coligação PSD/CDS-PP. “Sabemos que com o vosso apoio vamos construir uma Vila Nova da Telha mais moderna, mais sustentável, onde o foco serão as pessoas”.

Quanto ao futuro, Joaquim Azevedo afirma que procurará implementar um plano simples, do qual destacou a conservação e repavimentação de arruamentos. Acima de tudo, “queremos estar com a população e oferecer-lhe melhor qualidade de vida porque as tradições e o capital humano são a nossa principal fonte de riqueza.

Quanto à lista que o acompanha, Joaquim Azevedo garante que é formada por gente “com provas dadas” e que coloca Vila Nova da Telha em primeiro lugar. “Quero que a minha candidatura coloque a vila acima de qualquer convicção política”. Apesar de não ser uma campanha como as outras, tão próxima da população, o autarca garante: “saberemos manter-nos unidos e serenos”.

Antes de chegar à apresentação em Vila Nova da Telha, que decorreu no Parque de Quires, o presidente da Câmara Municipal da Maia passou pela zona das Lagielas, “uma zona rural, mas muito bonita” e isso levou-o a falar da sua vontade em concluir o Estádio Municipal de Pedras Rubras. “Esse é um dos meus objetivos”.

Quanto ao plano apresentado pelo autarca de Vila Nova da Telha, António Silva Tiago diz que é composto por obras “sensatas”. Entre elas, um pavilhão gimnodesportivo, “que sirva esta comunidade” e a construção de uma creche e de um lar, junto ao centro cívico da freguesia “é um sonho que vai acontecer”. Em perspetiva está também a construção de um parque a ligar o centro cívico à zona poente. “É algo que devemos planear, programar e executar”, sublinhou o candidato à Câmara da Maia. Anunciou, ainda, investimento na área dos transportes “para colmatar algumas fragilidades”, da educação e da habitação. Para Vila Nova da Telha está prevista a construção de 40 fogos, entre social e jovem. Com o plano que está definido, “vamos responder, de uma forma correta, às necessidades da freguesia”, concluiu.