Apresentação pública dos candidatos a Nogueira e Silva Escura

“Sempre com as pessoas”

“Foi um mandato atípico para todos. A pandemia transformou as nossas vidas e aquilo que nós queríamos e íamos fazer que era vocacionado para as pessoas”. Foi desta forma que o candidato à Junta de Freguesia de Nogueira e Silva Escura começou a intervenção na sua apresentação pública. Para Ilídio Carneiro o lema é e será “Sempre com as pessoas”.

“Muita coisa deixamos de fazer na salvaguarda da nossa saúde”, contudo, garante Ilídio Carneiro, logo que seja possível as atividades serão retomadas, nomeadamente o passeio sénior, o passeio com os meninos e meninas das escolas e a bienal”.

Se muita coisa ficou por fazer, a pandemia acabou por trazer também alguma inovação, considerou o autarca de Nogueira e Silva Escura. A título de exemplo apontou “o kit de maternidade, a recolha domiciliária dos lixos e o orçamento participativo”. Pelo trabalho desenvolvido em tempos conturbados, agradeceu aos funcionários da junta de freguesia “que nunca encerraram os serviços”.

Quanto à sua equipa, sublinhou, é composta por gente de trabalho. “Todos querem trabalhar, mesmo aqueles que eventualmente não forem eleitos”. “A composição do sei ADN +e gostar da sua terra, é a dedicação que têm às pessoas, o servir sem contrapartida”.

No que toca ao manifesto de candidatura, Ilídio Carneiro reconheceu que é extenso, no entanto, alguns dos projetos “já estão nos carris”. É o caso do arranjo no Largo da Pena, a Universidade Sénior, que está na Plataforma Nacional para concurso.

O autarca tem várias ambições e quer atingir os objetivos, no próximo mandato. Sabe que para isso pode contar com o apoio e colaboração da Câmara Municipal da Maia. Dirigindo-se a António Silva Tiago deixou um apelo: “o sr. é um fazedor, é um homem de trabalho. Eu também gosto de fazer, por isso, faço votos para ver Nogueira e Silva Escura e a Maia em primeiro”.

Para o presidente da Câmara da Maia, o candidato a Nogueira e Silva Escura é um homem cheio de qualidades. “É um agregador, um homem que eu me habituei a respeitar, um homem humilde, que diz o que sente. Trabalhamos em conjunto e facilmente nos entendemos”.

A apresentação decorreu no Monte de Senhora da Hora, onde saltam à vista as linhas de alta tensão que, segundo o presidente da Câmara Municipal da Maia “não fazem sentido”, daí que um dos seus objetivos seja “enterrá-las”.

António Silva Tiago garantiu que tem “muitas” outras obras na calha. Só no Largo da Pena vão ser investidos mais de 400 mil euros. Também em Nogueira e Silva Escura vai surgir habitação acessível. Neste mandato foram requalificados os existentes e no futuro serão construídos 48 fogos “para resolver alguns problemas que ainda existem”.

O candidato à Câmara da Maia apontou, ainda, a requalificação do Monte de Santo António, a ligação Barroqueiro a Ataim e a ampliação dos dois cemitérios.

Silva Tiago não escondeu o carinho especial que nutre pela freguesia de Nogueira e Silva Escura, devido às suas raízes. E compara as equipas da coligação Maia em Primeiro com as gentes desta freguesia: “honradas, trabalhadores, amigáveis, gente que gosta da sua terra”. Por isso, “é que a Maia é grande”. Aqui que pretende “é que acreditem nisso e votem nos melhores, naqueles que são mais competentes, naqueles que têm provas dadas”, concluiu.